sexta-feira, 19 de dezembro de 2008


Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de melhorá-los. Passava dias em seu laboratório, em busca de suas dúvidas. Certo dia, seu filho de sete anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo a trabalhar. O cientista, nervoso pela interrupção, tentou que o filho fosse brincar em outro lugar. Vendo que seria impossível removê-lo, o pai procurou algo que pudesse ser oferecido ao filho, com o objetivo de distrair sua atenção. De repente, deparou-se com o mapa do mundo, o que procurava! Com o auxílio de uma tesoura, recortou o mapa em vários pedaços, e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho dizendo:
- Você gosta de quebra cabeças ?... Então vou lhe dar o mundo para consertar. Aqui está o mundo todo quebrado. Veja se consegue consertá-lo bem direitinho! Faça tudo sozinho! Calculou que a criança levaria dias para recompor o mapa.
Passadas algumas horas, ouviu a voz do filho que o chamava calmamente: - Pai, pai,... já fiz tudo!... Consegui terminar tudinho! A princípio, o pai não deu crédito às palavras do filho. Seria impossível, na sua idade, recompor um mapa que jamais havia visto. Relutante, o cientista levantou os olhos de suas anotações, certo de que veria um trabalho digno de uma criança. Para sua surpresa, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares.
- Você não sabia como era o mundo, meu filho. Como conseguiu?
- Pai, eu não sabia como era o mundo, mas, quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem, que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha, e vi que havia consertado o mundo.


Como pode o homem elevar-se ou descer somente por si mesmo? Verdadeiramente nenhum ser pode agir sem influenciar o que o cerca. Não somente com cada ação sua, ele agita as diferentes camadas da atmosfera, mas, literalmente, arrasta consigo os que lhe estão próximos.
Já foi provado cientificamente que TUDO está interligado. Todas as pessoas, plantas, objetos são energias condensadas, energias que se interagem a todo momento. O que acontece com uma pequena partícula, repercute em tudo.

6 comentários:

Alma peregrina disse...

Cara Sofia:

Já tinha lido esse conto no blog Ver para Crer... e gostei bastante. Faz lembrar a intervenção do Cardeal Patriarca no último Prós e Contras.

A propósito de contos, vou publicar no blog alguns dos contos que coloquei aqui. Espero que não te importes...

Abraços em Cristo

Kenosis disse...

Olá, irmãzinha! Passo pra desejar um Santo Natal, pleno De Deus Amor! E pra dizer que tem presente de Natal lá em casa pra vc! Mil bjos!

sofia disse...

Ó alma peregrina, achas que me importor? antes pelo contrário. Publica que é para outros terem acesso a verdadeiras lições de vida, que eu já pude ter.

Abraço

Sofia

Maria João disse...

Não te esqueças que o Natal, ou seja o nascimento de Jesus acontece todos os dias. Abre-Lhe a porta!

beijos em Cristo e Maria

Ecclesiae Dei disse...

Passei para desejar um Feliz Natal! Repleto de alegria, amor a você e sua família!
Abraços fraternos

Cadu disse...

Passando para deixar meus votos de um feliz e Santo Natal!

Dominus Vobiscum